Insectos da Letra M

meditas

GF Ouro
Membro Inactivo
Entrou
Jan 14, 2008
Mensagens
3,773
Gostos Recebidos
0
Moscas-da-fruta

As moscas-da-fruta compreendem espécies de insetos, que causam grandes danos a agricultura mundial, e estão disseminadas em todos os continentes com exceção do ártico e o antártico.

São conhecidas mais de 200 espécies de frutas e hortaliças cultivadas que hospedam as moscas-da-fruta em todo mundo, sendo as mais importantes os cítricos, pêssego, manga e goiaba. A preferência de uma espécie vegetal como hospedeira das moscas-da-fruta, varia conforme a região e a capacidade da praga de adaptar-se a novos hospedeiros ao invadir novas áreas.

As espécies encontradas com maior freqüência causando danos a citricultura brasileira são: Anastrepha fraterculus e Ceratitis capitata.

Os prejuízos mundiais causados por esta praga aos países produtores de cítricos são da ordem de 85 milhões de dólares.

Após a postura e a eclosão dos ovos, que se dá no interior dos frutos, a larva completa o ciclo, saindo apenas para se transformar em pupa. Normalmente há mais de uma larva no interior do fruto.

O período de incubação dos ovos da A. fraterculus, à temperatura de 25ºC varia de 2,5 a 3,5 dias, o desenvolvimento da larva entre 11 a 14 dias e o período pupal varia de 10 a 15 dias, sendo o ciclo de vida completado em 23 a 33 dias. A tempo de vida de adultos é de aproximadamente 160 dias. O período de pré-oviposição, em que a fêmea desenvolve os órgãos do sistema reprodutivo, varia de 7 a 30 dias. A fase de oviposição tem duração de 65 a 80 dias, período em que a fêmea faz a postura de 278 a 437 ovos.
 

Grunge

GF Ouro
Membro Inactivo
Entrou
Ago 29, 2007
Mensagens
5,124
Gostos Recebidos
0
Mariposa

220px-Emperor_Gum_Moth.jpg


No Brasil as mariposas são insetos lepidópteros da divisão dos heteróceros, que reúne espécies de vôo noturno, com antenas filiformes ou pectinadas e, em algumas regiões, os espécimes de maior tamanho e de coloração escura são chamados de bruxas. O que mais difere as mariposas das tão conhecidas borboletas, são que as borboletas possuem antenas finas e com uma pequena esfera na ponta, já as mariposas possuem antenas diferenciadas de acordo com sua espécie, as mariposas assim que pousam deixam suas asas abertas e as borboletas colocam suas asas de maneira vertical, as mariposas tem hábitos noturnos diferente das borboletas.

Em Portugal, no entanto, o termo é mais comumente utilizado como sinônimo para as borboletas, uma vez que as mariposas são chamadas de traças. O termo "traça" refere mais especificamente às mariposas da família dos tineídeos. Já no Brasil, por sua vez, o termo é a denominação de pequenos animais (Tineola uterella - Wals) cujas larvas vivem em casulos chatos com uma abertura em uma extremidade pela qual a larva sai com parte de seu corpo para se movimentar, por exemplo, nas paredes, na qual fica pendente.

Reino: Animalia
Filo: Arthropoda
Classe: Insecta
Ordem: Lepidoptera
 

edu_fmc

GForum VIP
Entrou
Fev 29, 2008
Mensagens
21,260
Gostos Recebidos
14
Mosca-doméstica

A mosca-doméstica (Musca domestica) é um dos insectos mais comuns e um membro do grupo das moscas (ordem Diptera). A mosca pode pousar em comida, contaminando-a de bactérias e tem sido, durante os tempos, responsável por inúmeras propagações de doenças.

A sua larva é muito útil na medicina legal e na pesca. O estado de desenvolvimento da larva pode ajudar na determinação do tempo decorrido desde a morte de uma pessoa.

Uma vez que a larva só se alimenta de carne morta, surgiram experiências, em ambiente controlado, para introduzir a larva em feridas, eliminando a carne putrefacta, evitando a gangrena.

O ciclo de vida de uma mosca varia de 25 a 30 dias.

Existem pelo menos duas espécies muito semelhantes a esta:

-> A mosca-de-estábulo, Stomoxys calcitrans, possui aparelho bucal do tipo picador-sugador rígido, não tão retráctil, o que torna essa espécie hematófaga; a veia média das asas é ligeiramente curva;
-> A Fannia canicularis, ligeiramente menor, mais delgada e com a veia média das asas recta.

Biologia

-> A mosca doméstica apresenta 12 cromossomos.


220px-Housefly_on_a_leaf_crop.jpg

Fonte: wikipedia
 

edu_fmc

GForum VIP
Entrou
Fev 29, 2008
Mensagens
21,260
Gostos Recebidos
14
Mosca-varejeira

Mosca-varejeira é a designação comum a diversas moscas, de várias famílias (Calliphoridae, Oestridae, Sarcophagidae). São insetos dípteros; seu nome se deve ao fato de seus ovos serem conhecidos pelo termo "vareja".

Também são conhecidas como biru, mosca-da-carne, mosca-de-bicheira, mosca-vareja, beronha, varejeira, moscas-do-berne ou moscas-berneiras (Dermatobia hominis).

São moscas de grande tamanho, geralmente possuem uma coloração verde azulado metálico, possuem aparelhos bucais atrofiadas, o ovopositor não é visível; depositam os ovos nos tecidos vivos ou mortos de vertebrados ou substâncias orgânicas em decomposição. A larva é parasita obrigatório, mas os adultos são de vida livre.

Parasitas obrigatórios da pele de mamíferos quando na fase larvar, os adultos tem vida livre; causam no hospedeiro uma miíase, afecção parasitária devida à infestação dos tecidos ou cavidades do corpo por larvas de insetos.

Algumas espécies (Dermatobia hominis) depositam por lesão uma única larva esbranquiçada conhecida por berne, produzindo uma miíase nodular cutânea; outras espécies (Cochliomyia hominivorax) depositam vários ovos, ocasionando inúmeras larvas na lesão denominada bicheira.

Causam grande perda econômica; é um dos principais ectoparasitas de gado bovino na região que estende-se do México até à Argentina; causam infecções, perda de peso, baixa produção leiteira, morte de bezerros e comprometimento da qualidade do couro.

É também um problema de saúde pública porque parasita animais domésticos e o homem. As moscas que produzem o berne não depositam seus ovos diretamente no hospedeiro, necessitam que outros insetos os veiculem até a vitima. Já as que produzem bicheira depositam seus ovos diretamente sobre a ferida da vítima.

220px-Magendassel.jpg

Estágio larval


Fonte: wikipedia
 

edu_fmc

GForum VIP
Entrou
Fev 29, 2008
Mensagens
21,260
Gostos Recebidos
14
Mosca tsé-tsé

tsé-tsé é o nome, em um dialeto da África Equatorial (banto), da mosca Glossina palpalis que transmite a doença do sono, causada pelo tripanossoma brucei. A tsé-tsé não é a causa dessa doença; apenas a transporta. Como muitos insetos, essa mosca não põe ovos, mas sim as larvas, diretamente no solo, onde se enterram. Poucas horas depois elas se tornam pupas (forma intermediária entre a larva e o inseto adulto) com duros casulos castanhos. Após seis semanas estão adultas, prontas para carregar os tripanossomos. Existem três variedades desta mosca, todas hematófilas.

É encontrada desde o lago Chade e do Senegal, ao oeste, até o lago Vitória, ao leste. Esta região é banhada pelo Rio Congo e seus afluentes, sendo conhecida como Coração Verde do Continente Africano. A umidade do local favorece o aparecimento de insetos das mais diversas espécies.

Os problemas causados pelo fato deste inseto ser o transmissor da doença do sono têm levado as autoridades da área de saúde a cogitar em programas de extermínio.

Suas características principais são:

Tamanho: Até 1 cm de comprimento
Cor: âmbar com abdômen (na parte de trás) listrado
Boca: Em forma de tubo delgado
Cabeça: Apresenta um sulco na frente da cabeça
Asas: transparentes
Inseto sugador


220px-Tsetse_foldedWings.jpeg

Fonte: wikipedia
 

Luz Divina

GF Ouro
Entrou
Dez 9, 2011
Mensagens
5,990
Gostos Recebidos
0
Mamangaba

mamangaba.jpg




Mamangaba


(Bombus)


O zunido de um motor


O ruído de uma mamangaba (ou abelhão) voando é inconfundível. Parece uma esquadrilha de pequenos bombardeiros.

O seu zumbido é provocado não só pelo bater de asas, mas também pela vibração rápida das diferentes seções do tórax do animal.

O som de seu vôo chegou até a inspirar uma peça musical que se tornou famosa: o Vôo da Abelha, de Rimsky-KorsakovGrandes, de corpo grosso e peludo, essas abelhas estão representadas por muitas espécies em diferentes partes do mundo.

Vivem em pequenas colônias, compostas por não mais que quinhentas abelhas. Cada colônia tem uma rainha. A coleta de alimentos é realizada pelas operárias. Com seus "cestos" - pequenos tufos de pêlo eriçado nas pontas de suas patas traseiras - elas colhem o pólen das flores.


Com suas línguas tubulares, sugam o néctar que armazenam no estômago. No início do verão, a rainha põe os ovos dos quais nascerão as operárias.

No fim dessa estação, ela põe os ovos que guardam os machos e as fêmeas férteis. Quando chega o outono, depois da fecundação, somente as fêmeas sobrevivem.

Abandonam, então, o ninho e hibernam até a estação seguinte, quando se tornam as novas rainhas.

FILO: Arthropoda
CLASSE: Insecta
FAMÍLIA: Bombidae

CARACTERÍSTICAS:
Comprimento: até 2,5 cm
Pêlos grossos eriçados
Colorido brilhante
O ferrão não tem seta (isto significa que pode ser recolhido e usado novamente)
8 a 14 ovos de cada vez
Do ovo até a maturidade: 1 mês



achetudoeregiao
 

Luz Divina

GF Ouro
Entrou
Dez 9, 2011
Mensagens
5,990
Gostos Recebidos
0
Mariposa Imperador

mariposa_imperador.jpg



Mariposa Imperador


(Thysania agrippina)


A mariposa-imperador é uma mariposa brasileira da família dos noctuídeo É a maior mariposa do mundo e, em função disso, é bastante procurada por colecionadores.

A mariposa-imperador tem 30 centímetros da extremidade de uma asa à da outra e suas asas tem a coloração cinzenta, manchadas de marrom e marginadas de sinuosas linhas escuras As asas parecem ter recebido pinceladas de desenhos geométricos, pintados de preto, cinza e marrom .

O nome científico é Thysania agrippina da mariposa-imperador, e seu nome comum é Mariposa Imperador. É o maior lepidóptero noturno do mundo. Em outras palavras, a maior mariposa do planeta


A família dos lepidópteros é a mesma a que pertencem as borboletas. A diferença básica é que estas são insetos diurnos, enquanto as mariposas são noturnas ou crepusculares. A mariposa-imperador foi encontrada pela primeira vez na Amazônia, mas outros exemplares já foram vistos nas matas do México.


Reino: Animalia
Filo: Arthropoda
Classe: Insecta
Ordem: Lepidoptera
Família: Noctuidae


Género: Thysania
Espécie: T. agrippina
A mariposa-imperador
Nome binomial
Thysania agrippina





achetudoeregiao
 

Luz Divina

GF Ouro
Entrou
Dez 9, 2011
Mensagens
5,990
Gostos Recebidos
0
Melga

melg.jpg




Melga


Dançarina noturna


A melga se caracteriza pelo corpo fino e pernas compridas e peludas, que muitas vezes lhe servem como estabilizador de vôo. A cabeça alongada termina numa tromba; a parte anterior da maxila superior parece um chicote.

As escamas e os pontos brancos que ela tem no corpo e nas pernas brilham na semi-obscuridade. Um enxame desses insetos forma uma massa de luzes cintilantes à noite no mato. Muitas vezes elas são confundidas com pernilongos grandes.

A melga (também conhecida como mosca do berne) é encontrada no mundo inteiro. Só nos estados Unidos há mais de 5000 espécies. A melga cor de cinza é a espécie européia mais conhecida. Freqüenta lugares úmidos, tem asas estreitas e pernas muito longas


O acasalamento é fatal para os indivíduos desta espécie: o macho morre logo em seguida; a fêmea põe cerca de 700 ovos num buraco que cava com a extremidade de seu próprio abdome e, então, ela também morre.

Os ovos órfãos dão larvas que se enterram no solo e se alimentam de detritos. Mais tarde, cavam túneis verticais e assomam à superfície. Com suas mandíbulas fortes, causam grandes danos aos cereais, verduras e plantas forraginosas. Outras espécies de melga não são daninhas.


FILO: Arthropoda
CLASSE: Insecta
ORDEM: Diptera
FAMÍLIA: Tipulidae


CARACTERÍSTICAS:
(melga cor de cinza)
Comprimento: 2,5 cm (larva: 3 cm)

Ausência de órgão da visão na cabeça
Período larval: 5 anos
A espécie reproduz-se 2 vezes por ano



achetudoeregiao
 

Luz Divina

GF Ouro
Entrou
Dez 9, 2011
Mensagens
5,990
Gostos Recebidos
0
Mosca do Vinagre

Drosophila-melanogaster-f-1.jpg




morfologia.jpg




Mosca
do Vinagre


Drosophila melanogaster


Este inseto também conhecido como mosca-do-vinagre, mosca-da-banana ou mosca-de-frutas possui características tais como: serem amareladas, possuírem receptáculo ventral relativamente longo, testículos espiralados medianamente longos, as larvas não saltam, pentes sexuais presentes nos machos.

Nativas das regiões tropicais e subtropicais do Velho Mundo, sendo que algumas delas hoje estão amplamente distribuídas.

O desenvolvimento deste inseto, incluindo a fertilização e a formação do zigoto, ocorre dentro das membranas do ovo. Sofre metamorfose completa: ovo, larva, pupa e imago. A duração de seu desenvolvimento varia de acordo com a temperatura.

Sua alimentação baseia-se principalmente fungos e bactérias, de onde retira os açúcares necessários a sua alimentação.

As fêmeas necessitam uma grande quantidade de açúcares e lêvedos para a produção de ovos e as larvas alimentam-se também de líquidos e leveduras bem como os adultos.

A família Drosophilidae é representada por moscas geralmente pequenas, e está distribuída por todo o planeta (é cosmopolita).

O gênero Drosophila, que dá nome à família, ficou conhecido por ser muito utilizado em pesquisas genéticas, e atualmente suas espécies estão sendo usadas também como modelos ecológicos


Reino: Animalia
Filo: Arthropoda
Classe: Insecta
Ordem: Diptera
Família: Drosophilidae


Subordem: Brachycera
Infraordem: Muscomorpha
Secção: Schizophora
Subsecção: Acalyptrata
Nome popular: Mosquinhas ou mosca da banana



achetudoeregiao
 

Luz Divina

GF Ouro
Entrou
Dez 9, 2011
Mensagens
5,990
Gostos Recebidos
0
Mariposa da Cecrópia

mariposa_da_cecropia.jpg



Mariposa da Cecrópia


O gigante noturno voador


A mariposa da cecrópia é um verdadeiro gigante do mundo dos insetos. Suas belas asas marrom-avermelhadas com bordas brancas podem medir 15cmde lado a lado.

Seu corpo é roliço e da mesma cor das asas: o marrom-avermelhado se alterna com listras brancas, dando um efeito magnífico. Essas mariposas gigantes podem ser encontradas na costa atlântica da América do Norte.

O inseto adulto, diferente da maioria dos outros insetos, não tem boca. Desse modo não consegue comer nem beber.

Ele se mantém vivo com o alimento ingerido e armazenado durante a sua faze de lagarta. Depois do acasalamento, os ovos são postos diretamente sobre as folhas das árvores.

Essas folhas servirão de alimento para para as lagartas recém-nascidas. Quando o outono se aproxima, a lagarta grande tece um casulo e permanece dentro dele durante todo o inverno.


Na primavera, a nova mariposa adulta sai do casulo e começa a procurar um parceiro. A mariposa da cecrópia a uma família de mariposas chamadas de bichos da seda gigantes.


Filo: Arthropoda
Classe: Insecta

Ordem: Lepidoptera
Família: Saturnidae


Características:
Metamorfose completa.
As larvas se alimentam de uma grande variedade de árvores decíduas,
mas preferem o salgueiro, o ácer e o lilás.

Pintas opacas sobre as asas.




achetudoeregiao
 

Luz Divina

GF Ouro
Entrou
Dez 9, 2011
Mensagens
5,990
Gostos Recebidos
0
Mariposa Luna

mariposa_luna.jpg



Mariposa Luna



Uma esmeralda viva.



A mariposa luna é inesquecível. Ela é de um verde belíssimo, com manchas em forma de lua nas quatros asas, daí o seu nome. As asas inferiores são alongadas para trás formando dois delicados rabos de andorinha.

A fêmea desova na primavera sobre folhas de nogueira. Nessa época, nascem pequeninas larvas que se alimentam continuamente dessas folhas.

Quando essas lagartas atingem um comprimento de aproximadamente 8 cm, elas fazem um casulo. No outono, o casulo cai no chão e ali passa o inverno.

Na primavera, uma linda mariposa sai do casulo. Se é um macho, logo procura uma fêmea, atraído pelo seu cheiro. Após o acasalamento, os ovos são depositados e o ciclo assim recomeça.


Como a maioria dos demais insetos, a mariposa luna logo pode entrar para a lista das espécies ameaçadas. O uso de inseticidas e o corte das matas estão reduzindo seu número.

Para capturá-las, os colecionadores as procuram em torno dos postes de iluminação ou penduram armadilhas com lâmpadas nos bosques, pois a mariposa luna é atraída pela luz.



FILO: Arthropoda
CLASSE: Insecta
ORDEM: Lepidoptera
FAMÍLIA: Saturidade



CARACTERÍSTICAS:
Membro do grande grupo de borboletas a que pertence o bicho da seda
Casulo fino como papel
Adulto: verde-pálido com asas traseiras em forma de cauda
Alimento: folhas de árvores de madeira dura.





achetudoeregiao
 

Luz Divina

GF Ouro
Entrou
Dez 9, 2011
Mensagens
5,990
Gostos Recebidos
0
Membracídeo




membracideo.jpg




Membracídeo


(Ceresa bubalus)


Uma família de formas muito peculiares



Os insetos da família dos Membracídeos apresentam formas muito características. Esses animais parecem pequenas cigarras sem os enfeites do tórax.

Este, geralmente muito alto, prolonga-se para as costas numa ponta mais ou menos afiliada que pende sobre as asas e a maior parte do abdome.

Na parte anterior, termina bruscamente em "chifres", com a forma de espinhos virados para a frente, ou para trás ou ainda ramificados como chifres de veado.

Encontrados principalmente nas regiões tropicais, alguns membracídeos adaptaram-se ao clima temperado. É o caso do membracídeo de chifres, originário da América do Norte e acidentalmente introduzido na Europa, onde se aclimatou perfeitamente.


A fêmea dessa espécie vive nas árvores, principalmente as frutíferas. Para desovar, faz um buraco na casca. Os ovos eclodem em abril, e as larvas, cabeludas e sem asas, exibem o mesmo perfil dos adultos.

Alimentam-se da seiva das plantas herbáceas, e tornam-se adultas em julho.



FILO: Arthropoda
CLASSE: Insecta
ORDEM: Homoptera
FAMÍLIA: Membracidae


CARACTERÍSTICAS:
Comprimento: 6 a 8 mm
Cor: verde-claro
Tornam-se amarelos depois de mortos



achetudoeregiao
 

Luz Divina

GF Ouro
Entrou
Dez 9, 2011
Mensagens
5,990
Gostos Recebidos
0
Mosca da Abobora

mosca_da_abobora.jpg

(macho)



Mosca da Abobora


(Anastrepha grandis)


A Mosca-da-abóbora é uma mosca da família dos tefritídeos, do Brasil oriental e central, que apresenta coloração amarela e mede de 10 mm a 11 mm de comprimento.

Seu nome se deve ao fato de que suas larvas destroem a polpa de frutos como a da abóbora e do chuchu.



Classificação científica


Reino: Animalia

Filo: Arthropoda

Classe: Insecta

Ordem: Diptera

Subordem: Brachycera



Família: Tephritidae

Género: Anastrepha

Espécie: A. grandis


Nome binomial
Anastrepha grandis




achetudoeregiao
 

Luz Divina

GF Ouro
Entrou
Dez 9, 2011
Mensagens
5,990
Gostos Recebidos
0
Mosca da Cenoura

Psila_rosae.jpg
carrot_fly_damage.jpg




Mosca da Cenoura


(Psila rosae)


A mosca-da-cenoura é uma mosca doméstica. As suas antenas são cerdas. Tem comprimento menor que 32 mm.3.

Adulto: 4 a 5 mm de comprimento, tórax e abdómen negros, patas amarelas excepto os tarsos que são mais escuros.

Cabeça castanha com faceiras brancas muito largas. Abdómen alongado e ponteagudo, no caso da fêmea. Asas hialinas com nervuras amareladas .

Ovos: muito pequeno, pouco visíveis, escondidos no solo, isolados ou agrupados.

Larva: muito alongada (6 a 7 mm), branco amarelada brilhante .
Pupa: acastanhada em forma de barrilete.


Plantas hospedeiras: as cenouras cultivadas e bravas, o aipo e, raramente, a salsa.

Adulto: a hibernação faz-se sob a forma de pupa; os adultos aparecem de forma muito escalonada , de fins de Abril - início de Maio até Julho. As moscas voam durante os dias de bom tempo, com um voo lento, pousando frequentemente nas folhas das plantas baixas mais variadas.

Acasalam e fazem a postura pouco tempo depois, no solo ou na proximidade das plantas hospedeiras. Desenvolvimento embrionário: 10 a 12 dias.

Larva: caminha no solo e penetra na raiz, escava galerias sinuosas, sobretudo na camada externa. O desenvolvimento larvar dura um mês, no fim do qual a larva pupa no solo na proximidade da raiz.

Tem 2 gerações anuais, por vezes, uma 3ª geração no Outono em certas regiões. As larvas da 1ª geração desenvolvem-se nas cenouras novas e as moscas que daí resultam voam de Julho a Setembro, dando origem a larvas da 2ª geração, muito nocivas, que causam danos até Outubro – Novembro




achetudoeregiao
 

Luz Divina

GF Ouro
Entrou
Dez 9, 2011
Mensagens
5,990
Gostos Recebidos
0
Mosca do Bagaço

Scmahooo.jpg



Mosca do Bagaço


(Stomoxys calcitrans)


A mosca-do-Bagaço é uma mosca da família dos muscídeos, de distribuição cosmopolita e de notável semelhança com a mosca-doméstica, embora dela se diferencie pela tromba alongada do aparelho bucal, uma vez que a utiliza para sugar o sangue de animais, especialmente de cavalos, causando-lhes feridas nas orelhas e transmitindo doenças.

Também são conhecidas pelos nomes: bernanha, beruanha, bironha, biruanha, buruanha, meruanha, mosca-do-bagaço, mosca-do-gado, mosca-dos-estábulos, murianha, murinhanha e muruanha.





Classificação científica

Reino: Animalia
Filo: Arthropoda
Classe: Insecta
Ordem: Diptera
Subordem: Brachycera




Família: Muscidae
Género: Stomoxys
Espécie: S. calcitrans
Nome binomial
Stomoxys calcitrans
Linnaeus, 1758



achetudoeregiao

 
Última edição:

Luz Divina

GF Ouro
Entrou
Dez 9, 2011
Mensagens
5,990
Gostos Recebidos
0
Mosca do Pombo

4174581011_e002be3869.jpg



Mosca do Pombo



Pseudolynchia canariensis



Mosca-do-pombo (Pseudolynchia canariensis) é uma mosca da família dos hipoboscídeos, cosmopolita, de corpo achatado e coloração acastanhada, ectoparasita de aves domésticas. Possuem esse nome pois costumam viver na plumagem dos pombos urbanos.

Também são chamadas de alma-de-pombo, avissuga




Classificação científica
Reino: Animalia
Filo: Arthropoda
Classe: Insecta
Ordem: Dipter
Espécie: P. canariensis


Subordem: Brachycera
Família: Hippoboscidae
Género: Pseudolynchia



achetudoeregiao
 

Luz Divina

GF Ouro
Entrou
Dez 9, 2011
Mensagens
5,990
Gostos Recebidos
0
Mosca dos Chifres

mosca_dos_chifres-Foto-Daniel-Medeiros_zps49afd0ff.jpg



Mosca dos Chifres



Haematobia irritans


Este inseto tornou-se um sério problema nas criações de bovinos do País. Até bem pouco tempo este inseto não existia no Brasil Atualmente sua incidência é bem grande no país.

A principal característica deste inseto é que é que milhares pousam sobre um bovino que passa a ter inclusive dificuldade de se alimentar pelo incômodo que as intermináveis picadas destes insetos provocam

Com dificuldade de se alimentar o animal emagrece rapidamente causando sérios prejuízos se não forem tomadas as medidas adequadas.

Este inseto pode também transmitir uma filaria que provoca lesões ulcerativas na pele do animal.
A mosca-dos-chifres é um insecto díptero pertencente à família Muscidae.

Trata-se de uma mosca hematófaga.
É originária da Europa, tendo sido introduzida na América Norte e posteriormente na América do Sul, devido à importação de bovinos.

A Haematobia irritans permanece sobre o animal dia e noite, picando-o viciosamente por cerca de 15 a 40 vezes, fazendo assim o seu repasto (alimentação).

Durante o dia, se o calor é muito intenso, descem para a parte inferior do animal, concentrando-se na região do abdomen, onde protegem-se dos raios solares.

Abandona o animal unicamente para ovipositar, colocando seus ovos sobre fezes frescas (10 a 20 minutos após serem eliminadas pelos bovinos), cada fêmea oviposita em torno de 300 a 400 ovos (média de 360), em posturas que variam de 15 a 20 ovos.

Em boas condições de temperatura e umidade, no bolo fecal, as larvas eclodem em torno de 24 horas as quais se alimentam nas fezes e em 4-5 dias se transformam em pupas.




Reino: Animalia

Filo: Arthropoda

Classe: Insecta

Ordem: Diptera

Família: Muscidae



Subordem: Cyclorrhapha

Género: Haematobia

Espécie: H. irritans




achetudoeregião
 

p.rodrigues

GF Ouro
Membro Inactivo
Entrou
Abr 6, 2007
Mensagens
5,433
Gostos Recebidos
0
Mosquito. Existem várias "versões" desta "melga"....

Mais detalhes aqui.
 

Luz Divina

GF Ouro
Entrou
Dez 9, 2011
Mensagens
5,990
Gostos Recebidos
0
Mariposa Urânia

mariposa_urania_zpse97a392d.jpg




Mariposa Urânia


(Chrysiridia madagascariensis)


Uma das mariposas mais belas do mundo


Na mitologia grega, Urano era o deus que representava os céus e Urânia, a musa da astronomia. Urano é também o nome de um dos planetas mais distantes do Sol. E a urânia é uma mariposa de beleza celestial.

As cores azul, púrpura e ouro esverdeado compõem um halo reluzente em volta das manchas alaranjadas nas bordas das asas posteriores. De manhãzinha, ela voa pelas sombras da floresta, procurando o companheiro.

Nessa busca são usados três sentidos: um olfato muito acurado, uma visão bastante pobre (seus olhos são míopes) e um tato muito sensível. São os pêlos e as pequenas escamas das antenas que combinam os sentidos do olfato e do tato. O macho é atraído por odores característicos emitidos pela fêmea.


Como outras mariposas, a mariposa urânia ela pode ver à noite, ajustando seus olhos à intensidade da luz.
Seu ciclo vital é semelhante ao dos outros lepdópteros.

Do ovo sai uma lagarta com olhos simples (ocelos) que sofre quatro metamorfoses antes de tornar-se crisálida. Desta se desenvolve um macho ou uma fêmea adultos.

FILO: Arthropoda
CLASSE: Insecta
ORDEM: Lepdotera
FAMÍLIA:Uraniidae


CARACTERÍSTICAS:
Envergadura: até 8 cm
Asas posteriores recortadas

Asas dobradas sobre as costas quando em repouso



achetudoeregiao
 
Topo